Não consegue perder peso? Os metais no seu sangue podem ser os vilões

Médico explica como podem atrapalhar as funções da tireoide e dá receita natural de como se desintoxicar de mercúrio, cádmio e chumbo

Se você é daqueles que já recorreu a todos os métodos para tentar emagrecer e não conseguiu resultado razoável, um vilão pode ser o culpado pelo seu fracasso: o mercúrio. Na verdade, qualquer metal presente no seu sangue. Isso mesmo, o metal que está no seu corpo. Quem sugere é o médico Theo Webert, que atua em nutrologia e explica cientificamente a razão disso ocorrer.

“A toxicidade do metal pode prejudicar a função neuroendócrina. Em outras palavras, isso significa que a função normal da tireoide pode ser prejudicada a partir de metais tóxicos, como mercúrio, cádmio, chumbo e outros”, explica. O médico transcorre que metais tóxicos são necessários para o funcionamento do corpo humano. “O mercúrio é que provavelmente estamos mais familiarizados, mas o excesso de qualquer um deles traz malefícios”, ressalta o especialista que atende no Rio, São Paulo e Brasília.

Os metais não apresentam qualquer função definida e são incorporados por meio da ingestão de alimentos e água e do ar que respiramos. Como resultado disso, é possível encontrar em um adulto médio quantidades mensuráveis de alumínio, bário, cádmio, césio, chumbo, prata e estrôncio. Pode haver traços de muitos outros metais, incluindo ouro e urânio.

Mas, afinal, por que a conexão entre os metais existentes no sangue e a perda de peso? Segundo o médico, a função da tireoide prejudicada fará como um campo de força invisível em torno de sua gordura corporal. “Há boa evidência científica de que a toxicidade do metal pode prejudicar a função endócrina”, reforça.

O médico lembra que existem inúmeros estudos indicando a relação do chumbo, cádmio e mercúrio com dificuldades no emagrecimento. O especialista lembra que há exames específicos que conseguem medir o nível de metais indesejados dentro do corpo humano. “Sempre recomendo que seu médico requisite o teste tóxico do metal pesado urinário de 3 ou 6 horas usando um agente de rastreamento”, recomenda.

Uma das alternativas para se livrar desses metais indesejados é a boa e velha sauna, devido ao estímulo à sudorese. Além disso, há medicamentos específicos que auxiliam nessa desintoxicação. “É claro que existem procedimentos médicos, como a verificação hepática, por exemplo. Mas após uma avaliação cuidadosa do seu especialista, há casos em que podem recomendar, por exemplo, DMSA ou DMPS”, diz.

DMSA, ou ácido dimercaptosuccínico, e agente dimercapto-sulfônico (DMPS) têm sido utilizados para terapia quelante contra o chumbo ou envenenamento por arsênico. De acordo com Theo Webert, embora poderosos e eficazes, os ácidos podem muitas vezes causar efeitos secundários graves.

“Existe uma combinação quelante completamente inofensiva, eficaz e natural que ajuda a eliminar até 80% dos metais pesados do nosso corpo. A dose simples e adequada de coentro (salsa chinesa) e clorela, que juntos são um poderoso agente quelante para numerosos metais pesados”, ensina.

Leave a Comment